Técnicas de Retrospectiva

Há diversas técnicas de Retrospectiva que podem ser usadas e adaptadas de acordo com o momento e a realidade do projeto, ou seja, de acordo como contexto.

Exemplo de algumas bem conhecidas:

  • O que foi bom? O que deve melhorar?
  • Continuar fazendo / Parar de fazer / Começar a fazer
  • Pessoas e Time / Ferramentas e Métodos / Ambiente e Empresa
  • Seis chapéus do conhecimento
  • Fishbowl

Neste post veremos a técnica mais simples, em que o time reflete sobre “o que foi bom?” e “o que deve melhorar?”, mas em outros posts continuaremos compartilhando outras técnicas.

A técnica pode contribuir muito para a dinâmica da retrospectiva, entretanto, a condução dela e a disposição das pessoas são os fatores mais importantes.

Para ser efetiva, a retrospectiva deve gerar ações de melhoria para o time, com algumas delas priorizadas para serem atacadas para a próxima iteração ou Sprint.

Na imagem destacada um esquema simples que pode ser usado como referência para a retrospectiva.

Esta técnica é muito simples, pode ser aplicada em um tempo médio de 1h e seguir os passos sugeridos abaixo:

1º Passo: Mapeamento do que foi bom

Em um tempo de 20 minutos, o time identifica em post-its o que foi bom na iteração ou Sprint, seguindo a seguinte sequência:

  • Em 5 minutos, cada membro do time deve apontar em post-its coisas positivas que ocorreram durante a iteração (um item para cada post-it).
  • Nos próximos 15 min, cada membro do time, levanta e fala sobre cada um dos itens que apontou e o cola no quadro.
  • Ao colar no quadro, se o item for relacionado a outro já apontado por outro membro do time, colar agrupado com este outro item.

 

2º Passo: Mapeamento do que deve melhorar

Nos próximos 30 min, o time deve indicar o que deve melhorar para a próxima iteração, seguindo a seguinte sequência:

  • Em 10 min, cada membro do time deve apontar em post-its pontos de melhoria para a próxima iteração (um item para cada post-it).
  • Nos próximos 20 min, cada membro do time, levanta e fala sobre cada um dos itens que apontou e cola no quadro.
  • Ao colar no quadro, já deve classificar quem está no controle, se é o próprio time ou a empresa; e ainda, se o item for relacionado a outro já apontado por outro colega, colar agrupado com este outro item.

 

3º Passo: Priorização das melhorias

Nos próximos, 10 minutos, o time prioriza entre os pontos de melhoria levantados quais serão atacados na próxima iteração.

  • Se o time tiver um Improvement Backlog, estes itens de melhoria mapeados devem ser atualizados no mesmo.

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s